ÉTICA E JUSTIÇA SOCIAL NA CONVIVÊNCIA HUMANA

Estante em movimento

 

ABERTURA


Revestidos pela couraça do equilíbrio psíquico ou emocional, somos conscientes de que a cultura (filha dileta da sabedoria) é uma arma eficaz com a qual poderemos combater ou entender a ignorância e a fragilidade humana; por isso, nós, “Acadêmicos de uma nova era evolutiva”, após as reuniões sistemáticas apresentaremos ao país uma nova proposta em favor da sociedade (via de regra) carente de ações bem elaboradas, que possam ser sistematicamente executadas.

Grato por nos visitar!

 

 

 

ÉTICA E JUSTIÇA SOCIAL NA CONVIVÊNCIA HUMANA

ÉTICA

ÉTICA E JUSTIÇA SOCIAL NA CONVIVÊNCIA HUMANA

Matéria convertida em PALESTRA

*************************************************

Autor e Editor: Doutor ILDEU FERREIRA – Ph.I., Imortal, Escritor, Jornalista e Consultor – Membro da Academia de Letras do Brasil-ALB

Esta Peça jurídica e social, ora apresentada, foi construída para favorecer uma estudante de direito, que cursava o 2º Período, na PUC - São Gabriel, em Belo Horizonte, MG, em 19/05/2007. Obs. O Grupo de trabalhos alcançou a nota merecida ou almejada.

Matéria publicada em Portais de Notícias: em Santa Cruz do Sul (RS) e em Belo Horizonte (MG) - bem como no Informativo do TATTWA ELIFAS LEVI, em BH - que é jurisdicionado ao Círculo Esotérico da Comunhão do Pensamento.

:::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::

Texto justificado.

A Ética Individual e/ou Profissional, que regula as nossas atitudes diárias, no sentido de facilitar as Relações Humanas em todas as esferas do conhecimento prático, deveras, é o ponteiro imantado da grande e eficiente bússola, sempre capaz de estabelecer uma melhor convivência humana no âmbito social e até mesmo político - estendendo-se às famílias que constituem as comunidades.

Mas, quando ao longo de nossas existências, por força de contingências várias, torna-se, então, necessário viver bem, nós precisamos focar e entender a “Ética” para praticá-la no dia-a-dia e, assim, promover a “Justiça Social”. E cada ser se vê obrigado a fazer uma introspecção maior... para buscar na Consciência Pessoal (e também coletiva) aquela diretriz fundamental, que desafia quase todos os postulados e paradigmas, no sentido de plasmar e garantir a harmonia entre os seres humanos. E assim, através da “comunicação humana”, em todas as formas de expressão, é possível manter o essencial equilíbrio, respeitando os parâmetros legais que poderão ser ressaltados nos fatos mais concretos de um “estado de direito”, que prima pela Verdade e a Liberdade dos seres; cujos 

valores, às vezes, são feridos de diferentes maneiras. Valores estes que nem sempre são corrigidos pelas leis vigentes no Brasil – bem como em outros países.

E tudo aquilo, que em médio prazo poderia ser feito e até mesmo consolidado através da Ética consciente, infelizmente, não coaduna com a “Justiça Social”, tão citada por renomados Juristas, ao longo da história do Direito Contemporâneo – Romano ou Brasileiro –, quer no que tange às particularidades de cada caso proposto, bem como ao estudarmos certos desmandos ou prejuízos morais, oriundos da não observação dos preceitos legais e sadios da Ética, que é a “mola mestra” a impulsionar as atitudes corretas e capazes de moldar “personalidades marcantes”, e assim, então, confirmar na prática os múltiplos benefícios essenciais, físicos, conceituais ou mesmo relativos da sempre urgente “Justiça Social”, humanamente falando.

Vale lembrar, agora e sempre, que sem o exercício da consciência ética nós não poderemos enfatizar e aprimorar as relações humanas, em qualquer âmbito, pois não estaremos tratando com o merecido carinho os nossos semelhantes, diariamente.

Convivência Humana: Este “laboratório itinerante”. O castelo da dignidade, de portas sempre abertas aos que buscam a Sabedoria Maior, ali no pedestal do respeito à Dignidade Humana – de todo e qualquer semelhante amado.

Bons profissionais são diferenciados, respeitados, recomendados e reconhecidos por seus pares e clientes, quando exercem suas atividades diárias com retidão moral e pautam seus deveres com a necessária Ética Profissional, conscientemente. Ética e Justiça social na convivência humana: Um tema/título realmente interessante. Talvez uma palavra de ordem para colocarmos em prática todos os dias e noites, em qualquer lugar ou circunstâncias. Pois como bons cidadãos ou cidadãs, moral e socialmente, é nosso dever agir com Ética, Respeito, Justiça e Amor. Pois, sabemos todos, que somente assim é que seremos realmente felizes. Uma vez que estaremos praticando o Amor incondicional e, também, promovendo o bem coletivo; vivendo em Paz, naturalmente. 

Reeditado em 28/10/2016

Belo Horizonte - MG / Brasil.

DIREITO E SOCIEDADE

Aguarde outras matérias.